Etiquetas

As couves de bruxelas são simplesmente horrorosas. O aspecto até é assim-assim, mas o sabor, credo! É um pavor! Ou melhor, era até o senhor da banca de vegetais no mercado onde costumo ir me ter explicado como as deveria cozinhar. Lá levei uns duzentos gramas* para casa e guardei-os no frigorífico. Agora posso dizer com toda a confiança que até gosto de comer couves de bruxelas. Por isso, caso alguém esteja a ler isto e a pensar que não gosta das tais couves, deixo aqui o modo de prepará-las convenientemente.

IMG_20161215_112119.jpg

Primeiro passo: cortar a base de cada couve em cruz, tal e qual como na foto. Desta forma as couves cozem rapidamente e não se arriscam a ficar mal cozidas.

IMG_20161215_112625.jpg

Segundo passo: colocá-las de molho em água com sumo de limão e se acharem necessário adicionem quartos de limão. O tempo que devem ficar de molho varia conforme o vosso amor por tais couves. Quem as odeia deve deixá-las de molho durante uma hora. Quem não as odeia mas pouco tolera o sabor, 10 a 15 minutos deverão bastar. Costumo deixá-las de molho durante duas horas. Retirem daí as conclusões que acharem necessárias.

Terceiro passo: cozinhem-nas como quiserem. Costumo cozinhá-las em água fervente com um pouco de sal.

E pronto, fica aqui a minha contribuição para que as couves de bruxelas comecem a ser menos odiadas. Elas não têm culpa de que não saibam cozinhá-las em condições. 😛

Aquele asterisco lá em cima tem uma razão de ser. É para indicar uma nota que já vem a seguir.

* São duzentos gramas por um motivo só. Grama é um substantivo masculino, quando usado como unidade de medida, claro.  🙂

Anúncios