Etiquetas

É verdade, estou há 4 meses sem tocar em açúcar, não por ter visto algum documentário que faltava dos seus malefícios mas, sim, por ter desenvolvido uma qualquer intolerância ao açúcar refinado. Assim sendo, bolos ou biscoitos só se adoçados com mel. Com a chegada do Natal tenho andado a pensar no que poderei fazer para mim. Os restantes cá de casa vão ter direito a uma dose moderada de docinhos e já sei que me vai custar vê-los a comer chocolates e coisas de abrir o apetite. Como tal, experimentei há uns dias fazer um pão doce com nozes e cardamomo.

15385323_1152382268180876_6410156650541503834_o.jpg

Gostei imenso do resultado e uma colher de sopa de mel foi suficiente para sentir o sabor a doce. Se quiserem experimentar esta receita, caso tenham o paladar pouco sensível a subtilezas aconselho a que adicionem maior quantidade de mel ou outro qualquer adoçante.

Ingredientes:

145 gramas de polvilho doce;

260 gramas de farinha de arroz;

1 colher de sopa mal cheia de fermento em pó;

sal q/b;

120 gramas de nozes cortadas aos bocados;

3 vagens de cardamomo (abrir as vagens e moer bem as sementes);

1 dl e meio de água;

1 iogurte natural;

1 colher de sopa de azeite;

2 ovos grandes;

1 colher de sopa de mel (ou mais se for necessário).

Realização:

Misturar todos os ingredientes secos, nozes incluídas, e à parte misturar todos os ingredientes húmidos. Atenção, como se vai adicionar mel o melhor é juntar primeiro só 1 dl de água. O mel tem um elevado teor de humidade e se a massa ficar demasiado líquida não aguenta a sua forma e vai ficar uma bela bodega (perdão pela linguagem mas pão sem glúten a saber a palha é isso mesmo, uma bodega).

De seguida juntam-se os ingredientes húmidos aos secos e mistura-se bem com uma vara de arames (uso uma das varas da batedeira eléctrica). Se for necessário junta-se um pouco mais de água até a massa ficar bem misturada. O objectivo é que a vara consiga permanecer em pé dentro da massa. Se a massa ficar muito líquida não há outro remédio senão adicionar, aos poucos, farinha de arroz ou polvilho.

Coloca-se a massa num tabuleiro forrado com papel vegetal e vai ao forno a 200º durante 25 minutos. Depois retira-se e deixa-se arrefecer numa grelha. Não convém cortá-lo ainda quente. Como não tem glúten o pão dura cerca de um dia, dia e meio conforme o teor de humidade no ar.

Bom apetite!

 

 

Anúncios