acontecem coisas giras. Cada ano que passa menos saudades sinto de Lisboa. O Norte é particular para mim. Torna-se mais fácil de entender este sentimento com a seguinte expressão: primeiro estranha-se e depois entranha-se. E simplesmente dito fica assim: adoro viver no Norte.

Advertisements