Etiquetas

Nos últimos meses tenho a consciência de que opto sempre por usar roupa velha, larga e pouco interessante para usar em casa. Quando saio à rua uso sempre roupa com a qual me sinta bem e apresentável. Qual o motivo para isso? Existirá alguma regra invisível que defina que roupa bonita só pode ser usada fora de casa? Cheguei ao ponto de ruptura no mês passado. Decidi que tinha de fazer roupa decente para andar em casa. Honestamente estava a atrofiar com as calças de ginástica e as t-shirts largueironas. Olhava-me ao espelho e…

Gordon-Ramsay-Oh-My-God-Im-Appalled-Gif.gif

Julgo que acabei por tropeçar na ideia de que quem passa boa parte do tempo em casa não precisa de se cuidar e muito menos usar roupa bonita. A não ser para sair à rua. E mesmo aí é preciso ter cuidado. Se uma mulher não trabalha fora de casa (entenda-se por: não ganha dinheiro) e sai à rua muito bem aprumada só pode ser uma dondoca que está a usar o marido. Se usa jeans e t-shirt é obviamente uma matrafona e está à espera de ficar sem o marido. São generalizações absurdas que toda a gente conhece e que, na maioria dos casos, reflectem o pensamento da sociedade.

giphy (1).gif

No entanto, a forma como nos cuidamos é o reflexo do respeito que sentimos por nós próprios. Se nos respeitarmos iremos cuidar de nós. Se acharmos que o nosso valor é reduzido entramos num processo de auto-eliminação. Quantas vezes achei que era mais importante fazer/comprar roupa bonita para a minha filha? E talvez seja este um dos maiores desafios da maternidade e da vida adulta, encontrar o equilíbrio. Não cair em extremos e em excessos. Saber escapar à terra árida do desleixo e, ao mesmo tempo, evitar as promessas fúteis e vãs da juventude e beleza eternas.

Conversas à parte, optei por fazer um vestido traçado da Burda deste mês para inaugurar um guarda-roupa de andar por casa que me agrade e me faça sentir bem.O modelo escolhido foi o 126 – 07/2016.

390fa67da9b24ba7370c72e3b68091e7.jpg

A execução foi relativamente simples e optei por não colocar fecho visto o tecido ter elasticidade. Foi uma boa escolha pois consigo vesti-lo sem qualquer dificuldade. O problema óbvio são os ombros. Cortei o tamanho 46 e os ombros são claramente grandes. Aliás, o decote abre demasiado (embora não se note na foto) e tenho tecido a mais na zona das cavas. Deveria ter cortado um tamanho abaixo para a parte de cima do vestido. No entanto, gosto imenso do resultado final. O tecido é muito suave e fresquinho e é uma mudança agradável não ter de usar sempre calças de ginástica e t-shirts sem graça.

vestidoburda.jpg

Anúncios