A partir do momento em que se faz o controlo dos gastos pode-se verificar se é possível cortar nas despesas. Na minha sincera opinião se alguém luta para ter saldo positivo no fim do mês e ainda assim gasta dinheiro, frequentemente,  em coisas não essenciais (cinema, roupa, calçado, restaurantes, take-way…), estará aí a razão para não conseguir ter algum fôlego financeiro.

Durante a maioria dos anos em que trabalhei fora de casa lembro-me, agora com vergonha, de gastar desenfreadamente. Roupa nova todos os meses, livros, almoços, concertos. Não é de espantar que pouco ou nada tenha conseguido poupar. Pior do que isso, lembro-me de achar pateta que um colega de trabalho trouxesse almoço de casa. Karma é karma, e anos mais tarde sofri na pele os olhares de escárnio por trazer o almoço de casa. Cá se fazem, cá se pagam. 😛

Na maioria dos casos será possível conseguir poupar, caso certas medidas já não estejam a ser tomadas. Hoje vou apenas falar da questão da alimentação/idas ao supermercado

1.º Pagar com dinheiro. Todos os meses levanto um determinado montante em dinheiro que usarei para pagar as compras no supermercado/mercado. Quando usamos cartão é tão fácil não sentir o verdadeiro impacto do dinheiro estar a sair da conta bancária e gastar mais do que devemos. 

2.º Criar um menu semanal/mensal. Quando comprámos este apartamento ficámos durante muitos meses sem qualquer capacidade de poupança visto as despesas terem sido mais elevadas do que o esperado. Como tal, e para evitar chegarmos a meio do mês sem saldo positivo, comecei a elaborar planos mensais para as refeições. No fim de cada mês decidia o que iríamos comer no mês seguinte. Este planeamento foi essencial para não gastarmos mais do que devíamos e para evitar o desperdício alimentar (falo dos alimentos que ficam a perder a validade numa das prateleiras do frigorífico e que acabam por ir para o lixo).

3.º  Com o menu feito é essencial ir às compras com uma lista. E é imperativo segui-la à risca. Sei que muito se fala em comprar nas promoções mas a não ser que o saldo seja sempre razoavelmente positivo no fim do mês, não entendo como alguém vai comprar 12 caixas de detergente para a roupa e 6 caixas de cereais quando tem tanta dificuldade em poupar dinheiro.

4.º Dar preferência a comida caseira. Trocando por miúdos: não comprar comida processada (cereais de pequeno-almoço, bolachas, batatas fritas, refrigerantes, comida pré-feita de ir ao micro-ondas…). Poupa-se imenso dinheiro quando se faz a comida em casa, além de que é bem mais saudável. Caso o problema seja não saber fazer comida, o Youtube tem vários canais de culinária para principiantes. Os cereais de pequeno-almoço podem ser substituídos por receitas deliciosas de papas de aveia (atenção que contém glúten), o pão pode ser feito em casa sem grande esforço, os nuggets que os miúdos adoram podem ser feitos em casa, por exemplo.

É de salientar que retornar ao bom hábito da sopa campestre ao jantar, além de fazer poupar dinheiro só irá acrescentar em saúde. Nem todos os agregados familiares têm a capacidade financeira para colocarem duas refeições de carne ou de peixe na mesa por dia mas, no entanto, parece que tal se tornou um hábito. Nasci em 1980 e toda a minha vida comi sopa ao jantar. Não havia refeição de faca e garfo ao jantar na casa dos meus pais. Comíamos sopa com pão. Quando restava comida do almoço essa comida era consumida. Nunca mas nunca se deitava comida fora. Nem um pedaço de pão podia ser deitado no lixo, a não ser que estivesse impróprio para consumo (bolor). Por isso, a não ser que tenham produção própria de carne (galinheiro) talvez não seja má ideia equacionarem voltarem à sopa com feijão/grão e couve. Tendo em conta que a OMS  recomenda um maior consumo de fruta e de vegetais a sopa é mais importante do que nunca. E talvez seja melhor repensar se é mesmo necessário colocar um quilo de carne na mesa a todas as refeições.

Por agora fico por aqui e deixo este manual de alimentação inteligente. Parece ter dicas interessantes de poupança/gestão e tem receitas simples e baratas.

Um bom fim de semana! 🙂

Advertisements