Etiquetas

,

IMG_0258[1]

Já foi terminado há uma semana atrás e já teve direito a uma lavagem na máquina por mérito de uma entidade chamada chocolate. O vestido foi muito fácil de fazer, como é apanágio dos moldes japoneses. Outra característica dos moldes lá do outro lado do mundo é que são sempre mais largos do que o habitual.

Experimentei finalmente a técnica de terminar o decote com fita de viés. Teria sido perfeito não fosse o facto de ter usado fita creme. Em minha defesa quando comprei os tantos metros de fita creme foi a pensar em duas blusas que vou fazer para mim. Por isso não me lembrei, na altura, de comprar também branco. Seja como for, a técnica resulta e ninguém repara na fita quando o vestido está a uso.

Outra vantagem do vestido é que não necessita de ser passado a ferro. O tecido é mesmo assim, enrugado.  E sim, um dos bolsos está ligeiramente mais acima que o outro. Há coisas assim… Inexplicáveis.  Azelhices!

Anúncios